Skip to Content

Blog Archives

CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e sapatos

Certificação de Qualidade
No dia de hoje, Dr Cristhian Roiz, CEO da Biocarga, esteve presente para entrega do Certificado de Excelência da Fase Pré Analítica ao Dr JOÃO PASQUALIM NETO, diretor do Laboratório Unidade Médica de Jacareí e seu coordenador Dr ALEXANDRE MAIA.
A certificação reconheceu ao laboratório, após 2 anos intensos de melhoria através do Programa de Excelência da Fase Pré-Analítica da Biocarga (PEFPA®) a certificação da qualidade interna pela fase mais crítica em análises clínicas.
Esta certificação demonstra o total foco em excelência na qualidade e pelas melhorias do laboratório Unidade Médica.
Parabenizamos toda a equipe do laboratório por esta força tarefa e pela conquista alcançada

0 Continuar Lendo →

Quem entende do assunto faz a escolha certa!!

carro-nosso

Nos artigos anteriores, juntos falamos sobre responsabilidades perante a ANVISA, ANTT, IBAMA, sobretudo as responsabilidades de cada parte deste cenário: REMETENTE, TRANSPORTADOR E DESTINATÁRIO.

Vimos também que referidas normas esclarecem sobre a permissão de terceirização de serviços de transporte para a saúde, conforme RDC 20 e ANTT 420, ANVISA e ANTT respectivamente.

Contudo, pelo prisma empresarial, há custo x benefício por esta opção?

Na atualidade, a logística passa por um período de transformação. A nova exigência dos mercados de consumo, o aumento da competitividade e o desenvolvimento tecnológico têm requisitado alterações significativas na gestão das empresas.

Tratando sobre o assunto logístico, o transporte é a etapa que compõe o custo na maioria das operações, de forma considerável financeiramente e pela responsabilidade altíssima, sobretudo. No transporte para a saúde, os erros devem ser mitigados ao extremo.

No caso da saúde (e demais áreas idem), o transporte impacta diretamente na confiança dos clientes quanto a INTEGRIDADE e ESTABILIDADE das cargas, necessitando operação que seja gerenciado em tempo real (Torres de Controle) principalmente quanto a Gestão de Riscos. É necessário saber prever para não acontecer; e o tempo de entrega em nosso caso, além da gestão da temperatura, documentações e licenças são extremamente necessários para tal sucesso!!!

Uma saída para redução desses custos, com foco na qualidade de uma organização é a terceirização, por isso, atentar-se para o total conhecimento de tudo o que falamos nos artigos que fizemos fará com que você, CONTRATANTE, fique ciente do seu papel inicial em ter condições de filtrar as empresas que de fato serão parceiras (responsabilidade e conhecimento, além das licenças) e não um baita problema no ato de uma contratação.

 

Mas antes, o que é de fato terceirização?

A terceirização nada mais é que transmitir o setor e toda a responsabilidade logística (coleta, transporte, armazenamento) a uma empresa externa, legalmente licenciada e habilitada para tal.

Ao contratar atividades terceirizadas, são levados em consideração se o prestador do serviço é especializado, experiente, se possui tecnologia nos processos e se a sua finalidade é garantir a qualidade (INTEGRIDADE E ESPECIFICIDADE) do material à ser transportado de acordo com os requisitos do contratante, normas e regulamentações vigentes.

Quando se terceiriza o transporte os contratantes tem menos espaços vazios com relação à movimentação das cargas, reduzem-se os custos da aquisição de novas frotas (carro e/ou moto por exemplo) e de sua depreciação. Mas existem outros itens para se pensar, por isso listamos abaixo as vantagens e desvantagens do processo para você:

Vantagens

  • Estrutura administrativa simplificada, uma vez que não terá de realizar registros/ demissões, pagamentos de salários, IPVA, Seguros veiculares, seguro de vida dos condutores, treinamentos continuados no setor, além de FGTS, INSS dos empregados etc.
  • Ocorre a autonomia da contratante em retomar o que de fato são propostos a realizar aos seus clientes (retomar ação na saúde e foco total nesta área, por tanto) com a concentração dos talentos no negócio principal da empresa; redução do custo de estoques (haja visto a possibilidade de uma logística de suprimentos agregada ao transporte terceirizado);
  • Maior facilidade na gestão do pessoal e das tarefas; possibilidade de rescisão do contrato conforme as condições preestabelecidas; controle da atividade terceirizada por conta da própria empresa contratada; menores despesas com aquisição e manutenção de máquinas, aparelhos e uniformes fornecidos pela empresa contratada etc.
  • Acesso a ferramentas dedicadas para o transporte, pois empresas sérias de transporte para a saúde e focadas em BIOTECNOLOGIA, estão atualizadas com nomenclaturas de gestão interna como TORRE DE CONTROLE e SISTEMA DE RASTREABILIDADE (poucas, porém existe, empresas com rastreabilidade e registro de temperatura em tempo real).
  • Contratos fortalecem e favorecem às certificações na saúde ao CONTRATANTE, pois a contratação terceirizada denota a preocupação focada nas ações corretivas e preventivas perante não conformidades que possam ocorrer no transporte, requisitos constantes em todas as certificações da saúde.

Desvantagens

  • Verificar se o pessoal disponibilizado pela empresa terceirizada consta como registrado e se os direitos trabalhistas e previdenciários estão sendo pagos e respeitados;
  • Contratante pode sofrer autuação do Ministério do Trabalho (causas trabalhistas, se no contrato não estabelecer que não há vínculos trabalhistas entre colaboradores da Transportadora e a Contratante além de poder sofre auto de infração perante as normas da ANVISA e ANTT (auto de infração, apreensão da CARGA, VEÍCULO e MOTORISTA caso a empresa contratada não esteja integralmente licenciada, com registros na ANTT, ANVISA e em alguns casos, IBAMA, como vimos anteriormente);
  • Fiscalização dos serviços prestados são necessários para verificar se o contrato de prestação de serviços está sendo cumprido integralmente, conforme o acordado;
  • Risco de contratação de empresa não qualificada.

Nas vantagens acima, destaquei num dos itens sobre a otimização dos gastos no uso de softwares de gerenciamento de operações. Uma empresa que terceiriza consegue diluir melhor os custos pois será desnecessário a aquisição de software logístico, enquanto uma com logística própria teria que arcar com tudo por conta própria.

Além dos destaques acima, é saudável lembrar que, na escolha em se terceirizar um serviço, cobrem a existência e participação ATIVA de Responsáveis Técnicos nas operadoras terceirizadas; somente um profissional da saúde, formado e habilitado, têm reais condições de GARANTIR a operação e manter sua equipe e empresa atualizados, com capacitação interna e externa sobre a saúde, sobretudo, o transporte.

Atualmente o cenário de empresas que se disponibilizam para o transporte não é nada favorável.

Empresas terrestres não estão preparadas de fato e atualizadas na ATIVIDADE que se propõe, contendo carros, motos, etc..desenquadrados das normas e até mesmo sem o CORRETO CNAE (código nacional de atividade econômica) para tal.

Os colaboradores não são capacitados e tão pouco conhecem as regras e ações corretas para o transporte, em casos, nem sabem da carga que transportam. Estes ainda, em vezes, não estão habilitados (ANTT e ANVISA) para este serviço, enfim, são “N” os fatos desfavoráveis que durante anos evidenciamos no cenário NACIONAL.

Nosso convite

 

Convido a todos os leitores interessados nos artigos que fizemos e que tenham mais interesse sobre a TERCEIRIZAÇÃO DE FROTA, em conhecer um pouco mais nossa história, tomarmos um café e juntos, traçarmos um projeto que irá de fato, atendê-los com soluções.

A Biocarga® atua no mercado Nacional, contando com frota própria (carros e motos) além da fidelização com companhias aéreas e frotas de cargas pesadas, para disponibilizar ao mercado o transporte em malha nacional.

Mas antes de iniciarmos nossas operações logísticas, uma séria e criteriosa preparação e capacitação foi realizada antecipadamente durante anos, traduzindo nosso foco pela responsabilidade em sermos especialistas no assunto antes de tudo.

Atualmente, contamos com equipe 100% registrada (CLT); habilitada em todos os setores inerentes para o transporte e para a saúde, evidenciando uma equipe pioneira e focada em solução e gestão de riscos.

Nossos contratos são evidenciados conforme ANVISA e ANTT e nossa frota é rastreada com registro de localização e TEMPERATURA em tempo real, com Biotecnologia desenvolvida por nós (alto conhecimento e foco no assunto), afim de tratarmos as não conformidades ocorridas em tempo reduzido ao máximo (gestão de riscos).

Nossos condutores são cursados em MOPP, MOTOFRETE e nossas unidades veiculares (carros, motos, etc.) possuem registros de HIGIENIZAÇÃO, ANTT E MANUTENÇÃO, tudo gerenciado por nossa TORRE de CONTROLE.

Para GARANTIR a estabilidade e integridade das cargas que transportamos, possuímos responsáveis técnicos (Farmacêuticos e Biomédicos) atuantes na empresa de fato, realizando visitas gerenciais técnicas em todos nossos clientes mensalmente, seguindo todos os requisitos do programa que criamos de qualidade, o PQTS® (Programa de Qualidade em Transporte para a Saúde), amplamente conhecido no mercado da saúde, com alta credibilidade, tornando nossa empresa única no mercado.

0 Continuar Lendo →

Compatibilização da Resolução ANTT nº 420, de 31 de julho de 2004, à 18ª edição do Orange Book

antt

O QUE É?
Harmonizar a regulamentação nacional do transporte terrestre de produtos perigosos, garantindo, entre outros, a atualização das exigências e da Relação de Produtos com base na última edição do Livro Laranja da ONU
O QUE DEBATER?
O desenvolvimento tecnológico é constante e a Indústria Química acompanha essa evolução. Consequentemente, considerando tais avanços, o surgimento de novos produtos perigosos e as prescrições para o transporte já aplicadas internacionalmente para tais produtos, a legislação de Transporte Terrestre de Produtos Perigosos também precisa acompanhar o processo evolutivo, incorporando as prescrições e produtos já constantes nos demais países. Por isso, os novos produtos catalogados pela ONU precisam ser reconhecidos, o mais rapidamente possível, pela legislação brasileira.
RESULTADOS ESPERADOS
Manter a regulamentação nacional harmonizada com as prescrições já aplicadas internacionalmente, bem como a Relação de Produtos Perigosos, de forma a tornar a importação de produtos perigosos menos complicada.

 

Cronograma
Ação Prazo Status
Estudos Concluído
Participação Social Concluído
Minuta de Resolução após participação social Concluído
Consulta à Procuradoria-Geral Concluído
Apreciação Diretoria-Colegiada nov/16
Publicação da Resolução nov/16

 


INFORMAÇÕES RELEVANTES:

Processo nº  50500.056919/2015-80

Atualizado em 01 de novembro de 2016

http://agendaregulatoria.antt.gov.br/index.php/content/view/1853/Compatibilizacao_da_Resolucao_ANTT_n__420__de_31_de_julho_de_2004__a_18__edicao_do_Orange_Book.html

0 Continuar Lendo →